quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Morte na Praia

Escrevi este poema de uma única "levada", embalado pela voz da Kátia Guerreiro e do seu fado "Voz do Vento".
Depois de lerem os versos, escutem esta bela composição. Vale muito a pena...


Disseste adeus à noitinha,
quando as sereias vão dormir
e o vento acorda devagar.

Procurei-te enfim...
naquela praia dos amores.
Chorei lágrimas de pranto,
naquela areia luzidia...
nú, ali jazia
o teu corpo,
coberto de flores.

Mar que me dói
solidão que povoa.
Ave de ilusões...
que de ferida,
não mais voa.

Francisco Mota, Setembro de 2010

3 comentários:

Saulo Taveira disse...

Olhe, gostei muito daqui.
Voltarei mais vezes, seguramente.

Abraços.

Moonlight disse...

Meu amigo Francisco,

As tuas palavras e teus poemas eu já sei que são lindos.
A musica não conhecia ...mas é sem duvida linda!
Sua poesia encaixa na prefeiçao com a bela melodia.
Fabulosamente Lindo!

Bjinho meu

Vento disse...

Boa conjugação de palavras, facil de ler e sentir.

Abraço